Rubro-negro declarado, Emerson espera conquistar a torcida tricolor

Atacante não se arrepende de ter falado abertamente que torcia para o Flamengo e quer ser mais um guerreiro no time de Muricy Ramalho

EmersonEmerson espera conquistar a torcida do Fluminense

Uma passagem pelo Flamengo, e a desconfiança. A identificação de Emerson com o clube rubro-negro deixou alguns tricolores reticentes quanto à contratação do atacante, anunciada na última segunda-feira pela diretoria do Fluminense. O Sheik, assumidamente torcedor do arquirrival, porém, espera cativar a torcida do seu novo clube com muita disposição em campo.

– Chegaria em qualquer equipe com essa postura (de garra), pois essa é uma das minhas principais características. Desta forma, tudo ficará mais fácil para todos. Espero conquistar a torcida do Fluminense.

Entre outros assuntos, Emerson disse que não se arrepende de ter declarado amor ao Flamengo e quer usar exemplos como o de Renato Gaúcho, que atuou pelos dois clubes, para conquistas os tricolores.

GLOBOESPORTE.COM: Havia proposta de diversos times brasileiros…por que escolheu o Fluminense?

Resposta: Realmente havia algumas propostas de times do Rio, de São Paulo, de Minas e do Sul, mas optei pelo Fluminense pelo planejamento e as condições que me apresentaram. Acredito que o clube esteja no caminho certo. A prova disso é que é o terceiro colocado no Campeonato Brasileiro.

Arrepende-se de ter manifestado tão explicitamente que gostaria de voltar a jogar no Flamengo?

R: Não se trata de arrependimento. O fato de eu ter retornado ao Brasil após ter deixado meu país com 18 anos, sem praticamente ter atuado por aqui, e ter sido recebido e tratado bem da maneira como fui, não poderia esconder que fui feliz lá (no Flamengo), onde conquistei amigos. Porém, sempre fui e serei profissional. Vou me empenhar para conquistar a torcida do Fluminense e também fazer amigos no clube, como fiz quando voltei ao Brasil.

Por que considera que o Flamengo não levou a negociação adiante? Ficou alguma mágoa com a diretoria atual?

R: Cada um tem um limite, uma possibilidade, uma realidade. E a minha realidade a partir de agora é o Fluminense, com quem eu devo me preocupar.

O lema conhecido do Fluminense é “time de guerreiros” e na sua passagem pelo
Flamengo a raça foi um dos seus diferenciais. Acha que já chega no espírito novo clube?

R: Chegaria em qualquer equipe com essa postura, pois essa é uma das minhas principais características. Desta forma, tudo ficará mais fácil para todos.

O apelido Sheik permanece ou acha que é algo vinculado ao Flamengo?

R: Não acho que seja vinculado a nenhum clube, mas sim ao Emerson, que teve boas passagens pelo mundo árabe. O apelido é uma referência por onde passei grande parte de minha vida profissional.

Seu primeiro gol pelo Flamengo foi num Fla-Flu e na comemoração chegou a se emocionar. Se no primeiro Fla-Flu que disputar pelo Tricolor repetir a dose, qual será a reação?

R: É difícil falar, até porque na hora tudo pode acontecer dependendo da situação, da partida. Mas, em todos os gols que fizer pelo Fluminense, quero estar junto de meus companheiros, contando com o apoio da torcida.

Como foi a reação dos flamenguistas que o acompanhavam no twitter, no orkut? Teme represálias pela mudança? E a recepção dos tricolores?

R: É sempre complicado se transferir para equipes que são da mesma cidade, pois a emoção e a paixão do torcedor são muito fortes. Mas peço que, acima de tudo, haja respeito de todas as partes. Nós jogadores somos profissionais, assim como os empresários, os bancários, os publicitários e temos que nos dedicar aos clubes e as empresas que nos oferecem as melhores condições de trabalho. E hoje o Fluminense me oferece isso. Não temo nenhuma reação, pois outros jogadores que lá estão, como o Conca, o Diguinho, o Rafael, o Julio César e o Marquinho, por exemplo, já atuaram em outras equipes do Rio e mostraram que são capazes de representar bem o Fluminense. Sei que no meu caso, a desconfiança pode ser maior, por ter jogado no Flamengo, mas a história do Fluminense tem exemplos de jogadores que atuaram no Flamengo, como Renato Gaúcho, que deram muitas alegrias à torcida. Espero seguir o mesmo caminho que todos eles, sempre contando com o apoio dos tricolores.

Em agosto você deixou o Flamengo por causa de uma proposta irrecusável do Al Ain. E se novamente um clube árabe voltar a procurá-lo? Os tricolores podem confiar que você fica?

R: Estou voltando ao futebol brasileiro através do Fluminense, pelas condições que o clube está me oferecendo, mas também para atuar no país. Não fiz isso durante quase toda a minha carreira. Quero oferecer meu trabalho da melhor forma ao clube, à torcida e aproveitar também para curtir minha família e amigos que são do Rio de Janeiro.

Anúncios

2 Respostas

  1. eu sou um bom
    jogador mexama
    pra fazer tete

  2. […] Rubro-negro declarado, Emerson espera conquistar a torcida tricolor Publicado em junho 16, 2010 por Guih Monteiro […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: