Em jogo nervoso, Botafogo e Fluminense empatam em 1 a 1

Tricolor sai na frente, mas cede o empate e não é mais líder do Brasileiro


Emerson dribolu Jefferson antes de empurrar para o fundo do gol

Botafogo e Fluminense fazem jogo bastante movimentado e nervoso no Engenhão e empatam em 1 a 1, neste domingo, pela décima primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Com a vitória do Corinhians sobre o Guarani, o Flu deixou e liderança da competição. Já o Bota, entrou na zona do rebaixamento, já que o Atlético-PR derrotou o Goiás.

// O clássico entre Botafogo e Fluminense começou rodeado de expectativas pelos torcedores. Uma hora antes de a bola rolar, Maicosuel foi apresentado oficialmente pelo Alvinegro no Engenhão. Em contrapartida, Muricy comandava os tricolores pela primeira vez após a recusa de treinar a Seleção Brasileira, além de defender a liderança do Campeonato Brasileiro.

INÍCIO ELETRIZANTE NO ENGENHÃO
Tanto ingrediente pós-jogo, foi dignamente representado pelos 22 jogadores que iniciaram mais um Clássico Vovô. As duas equipes demonstraram muita vontade nos minutos iniciais da partida. O primeiro a levar perigo foi o líder Fluminense. Logo aos 6, Fred deu passe açucarado para o estreante Emerson perder grande chance de marcar o seu primeiro gol pelo Tricolor.

A resposta do Botafogo não tardou no Engenhão. Aos 10 minutos, Lucio Flavio em cobrança rápida de falta deixou Edno livre para abrir o placar, mas o camisa 11 demorou uma eternidade para finalizar e acabou travado pelo zagueiro André Luis. A partir daí, o Glorioso ensaiou uma pressão sobre o time de Muricy.

Somália pegou forte de fora da área obrigando Fernando Henrique a espalmar para escanteio. E não parou por aí. Logo depois o Botafogo chegou com muito perigo pela ponta direita. Alessandro bateu cruzado e Herrera, por pouco, não desviou a bola para o fundo do gol. Depois dessa sequência, o jogo ficou um pouco mais truncado.

Com a partida um pouco mais cadenciada, a duas equipes optaram pelos chutes de fora da área, que não chegaram a assustar os goleiros. No final do primeiro tempo, o jogo melhorou novamente. Fred completou com categoria passe de Conca, mas Jefferson, ligado, defendeu com segurança. Carlinhos, livre de marcação, chutou para fora da entrada da grande área. Aos 44, o lance de maior perigo, Diogo foi tentar cortar cruzamento da direita e jogou contra o patrimônio. Fernando Henrique fez bela defesa com os pés.

FLUMINENSE VOLTA MELHOR E ABRE O MARCADOR
O Fluminense voltou melhor para o segundo tempo e chegou por três vezes com perigo antes de abrir o placar. Logo aos 3 minutos, Conca chutou da entrada da área e a bola passou com perigo. Pouco tempo depois, Fred lançou para Emerson cara a cara com Jefferson. O Sheik tocou de cobertura, mas exagerou na força.

Na terceira o estreante no ataque do Fluminense não perdoou. Após saída errada de Jefferson, Fred, de novo, tocou para Emerson driblar Jefferson e rolar para o fundo do gol. 1 a 0 para o líder do Brasileirão.

COM O CLIMA QUENTE, BOTAFOGO EMPATA
A partida ficou nervosa na metade da etapa final. Após Fred sentir a panturrilha e cair no gramado, Marcelo Cordeiro seguiu com a jogada e quase empatou com Antônio Carlos na sequência da jogada. Os jogadores do Flu não gostaram, e o clima esquentou.

Aos 30 minutos, Renato, que tinha acabado de entrar no lugar de Lucio Flavio, cruzou para Edno que tentou, mas não alcançou a bola. No entanto enganou Fernando Henrique e a arbitragem, pois garantiu a autoria na súmula. 1 a 1 no Engenhão.

Com o empate o Botafogo melhorou na partida e chegou a pressionar o Fluminense. Antônio Carlos cabeceou no travessão. O Tricolor revidou pouco tempo depois após cruzamento de Conca. Com a bola insistindo em não entrar, o jogo terminou empatado.

O empate não foi bom para nenhum dos dois. Os jogadores sabiam disso e acabaram sentido o peso do empate. No final do jogo, Tiaginho, Somália e Danny Morais, foram expulsos pelo árbitro.

FICHA TÉCNICA
Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 25/07/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Auxiliares: Luiz Muniz de Oliveira (RJ) e Marcelo Braz Mariano (RJ)
Renda/público:
Cartões amarelos:
Somália, Antônio Carlos (BOT); Belletti, Gum, Diogo, Emerson, Mariano (FLU)
Cartões vermelhos: Somália, 43’/2ºT; Danny Morais, 47’/2ºT (BOT); Tiaguinho, 41’/2ºT (FLU)
Gols: Edno 30’/2ºT (1-1); Emerson, 14’/2ºT (0-1)

BOTAFOGO: Jefferson, Antônio Carlos, Fahel (Caio, 23’/2ºT) e Danny Morais; Alessandro, Leandro Guerreiro, Somália, Lucio Flavio (Renato, 28’/2ºT)e Marcelo Cordeiro; Herrera e Edno (Edson, 47’/2ºT). Técnico: Joel Santana.

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Gum, Leandro Euzébio e André Luis; Mariano, Diogo, Belletti (Tiaguinho, 32’/2ºT), Conca e Carlinhos; Emerson e Fred (Alan, 19’/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: