Seleção da 12ª rodada do Brasileirão

Meia argentino (Conca) aparece como destaque na parcial do Troféu Armando Nogueira. Além dele, FH, Washington e Muricy representam o Flu

O meia argentino Dario Conca é o sonho de consumo de qualquer técnico do futebol brasileiro. Na 12ª rodada do Brasileirão, ele justificou tamanha admiração sobre seu estilo de jogo. Na nova parcial do Troféu Armando Nogueira, Conca foi o principal destaque e dono da maior nota deste fim de semana. Junto a ele, o Fluminense colocou mais três na seleção da rodada, incluindo o técnico Muricy Ramalho.

Sua atuação de gala na vitória por 3 a 1 sobre o Atlético-PR rendeu muito: ao Flu, a liderança do campeonato, com 26 pontos. A ele próprio, a nota 8,5, melhor avaliação desta rodada. O prêmio leva em conta as notas de todos os jogos, dadas pelos especialistas de SporTV e GLOBOESPORTE.COM.

Conca participou dos três gols do Fluminense, incluindo duas assistências. Sua jogada genial no terceiro gol já é uma das melhores do Brasileirão. O argentino saiu costurando a defesa atleticana e rolou para Washington marcar. Ele também proporcionou um belo lance quando ganhou do zagueiro Bruno Costa e cruzou na cabeça do camisa 9, fazendo o primeiro gol.

Graças a Conca, Washington também aparece no time ideal desta rodada. Em sua reestreia pelo clube carioca, marcou duas vezes, foi ovacionado pela torcida e se emocionou com o retorno ao Flu, pelo qual foi vice-campeão da Taça Libertadores em 2008. Ele levou nota 7,5.

Seleção da 12ª Rodada do Brasileirão
Seleção da 12ª Rodada do Brasileirão tem Conca como principal jogador (Foto: globoesporte.com)

– Foi uma reestreia maravilhosa, melhor do que eu esperava. Quando você vem para uma equipe que te recebe tão bem, onde você se sente em casa, e existe uma recepção como essa da torcida, é marcante. O que posso fazer é sempre honrar a camisa. Sei que os torcedores gostariam de ver meus gols, e foi isso que fiz para ajudar a equipe – comemorou o atacante.

O goleiro Fernando Henrique foi outro nome fundamental para recolocar o time na liderança do Brasileirão. Desde que retomou a camisa 1 do Flu, ele teve uma série de boas atuações e, inclusive, já briga para entrar na seleção do campeonato. Hoje, só fica atrás do cruzeirense Fábio na média geral. A nota 8 coroou uma noite de grandes defesas no Maracanã, incluindo as já tradicionais intervenções com os pés. Muricy Ramalho, comandante do líder, é o técnico do fim de semana com um 7,5.

Leão da Ilha faz mais uma vítima

Em Florianópolis, outro time emplacou três jogadores entre os destaques. O Avaí goleou o Goiás por 4 a 1 e poderia ter dominado a seleção da rodada. Afinal, figurinhas carimbadas como Caio e Roberto por pouco não cavaram suas vagas. Ambos ficaram fora da briga em suas posições por apenas meio ponto.

Em compensação, uma cara nova pintou. O meia-atacante Robinho vem fazendo boas apresentações sob o comando de Antônio Lopes, mas só agora conseguiu integrar o time ideal. O homônimo do atacante do Santos fez um gol, deu uma assistência e participou das principais jogadas ofensivas do Leão. A nota 7,5 fez ele desbancar o companheiro Caio, que ficou “só” com 7.

Na defesa, o Avaí domina. O lateral direito Patric se firma entre os melhores da posição e já começa a disputar com Mariano, do Fluminense, o posto de destaque do Brasileiro. Na zaga, Emerson voltou a fazer gol e, somado a uma performance segura na defesa, ganhou o direito de estar no time depois de várias rodadas longe. Na primeira, ele marcou três vezes na goleada por 6 a 1 sobre o Grêmio Prudente e foi o melhor daquele fim de semana.

Golaços rendem vagas

Jobson, do Botafogo, e Rodriguinho, do Santos. O que eles podem ter em comum? Ambos se garantiram no time do Troféu Armando Nogueira graças a boas atuações e lindos gols que auxiliaram nas vitórias de seus times. Pelo Glorioso, Jobson fez dois no 3 a 1 sobre o Vitória, no Barradão. O último deles foi muito bonito: dançou na frente dos zagueiros e acertou uma bomba sem chances para Viáfara. Foi ele o comandante botafoguense dentro do estádio rubro-negro. Nota 8.

Rodriguinho, volante reserva do Santos, só enfrentou o Grêmio Prudente porque o Peixe poupou boa parte de seus titulares para a final da Copa do Brasil, contra o Vitória. E ele não desperdiçou a chance. Além de exibir bom futebol na marcação e organização do meio de campo, Rodriguinho fez gol de placa ao acertar um chutaço no ângulo do adversário. O detalhe é que a bola veio alta e ele acertou de primeira, sem deixá-la pingar no gramado. A nota 7 premiou a pintura.

Completam a seleção três nomes defensivos. O zagueiro Alex Silva, do São Paulo, que anulou o bom ataque do Ceará, é o primeiro deles. O lateral-esquerdo Pablo Armero conseguiu neutralizar o forte ataque do Corinthians e é o único palmeirense entre os melhores. Além de ambos, o volante cruzeirense Fabrício também mostrou sua cara nesta parcial do Armandão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: