Em tom de defesa, Muricy Ramalho destaca a entrega de Deco pelo time

Técnico pede para que o luso-brasileiro seja analisado pelo desempenho coletivo: ‘Ele, taticamente, é muito importante’

Deco na partida do Fluminense contra o VitóriaDeco em ação contra o Vitória: craque que joga
para o time (Foto: Ag. Estado)

Dez jogos, um gol e uma assistência. Na frieza dos números, este é o resumo do desempenho de Deco com a camisa do Fluminense desde a estreia, contra o Vasco, na 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Muricy Ramalho enxerga além das estatísticas. Para ele, o meia é exemplo de profissionalismo, de entrega ao time. Foi assim nas vezes que o treinador armou a equipe no 3-6-1. O camisa 20 jogou mais recuado para que Conca tivesse  liberdade e encostasse em Washington, então o único atacante. Em tom de defesa, o técnico ressalta que o luso-brasileiro tem de ser observado de outra maneira.

– As pessoas têm que entender que ele é brasileiro, mas estava há 15 anos lá fora. Ele, taticamente, é muito importante. As pessoas analisam de uma outra forma. No jogo contra o Atlético-MG, o que ele e o Conca correram e marcaram foi brincadeira. O que eles ocuparam de espaços, deixaram Rodriguinho e Washington à vontade. São jogadores dedicados. O Deco é um grande profissional, está sendo um prazer enorme trabalhar com ele, conhece muito dentro do campo, conhece muito de posicionamento, orienta os companheiros e corre muito. As pessoas têm de entender isso – disse.

Muricy reconhece que Deco ainda sente o ritmo do futebol do Brasil, mas acredita que o meia compense com o talento.

O cara que vem de fora sente um pouco mesmo. Agora, não tenham dúvida da categoria dele (Deco), da inteligência, do passe, da ocupação de espaço, que são fantásticos”
Muricy Ramalho, técnico do Flu

– Às vezes, o jogador joga para o time. E, no Brasil, felizmente ou infelizmente, o futebol tem muita correria. O cara que vem de fora sente um pouco mesmo. Agora, não tenham dúvida da categoria dele, da inteligência, do passe, da ocupação de espaço, que são fantásticos – destacou.

Deco não é do tipo que se abala. A experiência não permite. No momento em que a equipe oscilou e perdeu a liderança, chegou a ouvir algumas vaias. De volta ao topo na 25ª rodada, após derrotar o Vitória por 2 a 1 e contar com o tropeço do Corinthians contra o Inter – derrota por 3 a 2 – ficou comprovado que o Tricolor voltou a evoluir.

– O Fluminense passou por um momento difícil, mas estamos reencontrando o bom futebol. Quando não se vence, começam as contestações, mas tenho 14 anos de profissão e não fico abalado com as críticas. O importante é que o Fluminense voltou a crescer na competição – afirmou.

O Tricolor tem 48 pontos, um a mais que o Corinthians, que tem um jogo a menos. Nesta quarta-feira, o Fluminense enfrenta o Avaí, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, às 21h. Os paulistas vão enfrentar o Botafogo, no Pacaembu, às 22h.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: