Herói do título do Fluminense revela que não dormiu

Emerson afirma que a ficha ainda não caiu e conta que jogou no sacrifício os últimos dois jogos do Campeonato Brasileiro

O jogador Emerson durante coletiva de imprensa em seu condominio na Barra da Tijuca. Rio de Janeiro/RJ, Brasil - 06/12/2010. Foto: Wagner MeierAutor do gol do título Brasileiro, Emerson convocou uma entrevista coletiva em seu condomínio, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O atacante revelou qual foi a sensação de marcar o gol do título e que ainda não conseguiu dormir direito após a conquista.

– A ficha ainda não caiu. Não consegui dormir direito nesta noite. Acabou a partida fui do Engenhão para uma festa na Barra da Tijuca e depois fui para casa. Quando cheguei em casa fiquei conversando com um amigo até muito tarde. A sensação de ser campeão é muito boa – revelou.

Confira os principais assuntos abordados na entrevista

Herói
Quando vi que a bola entrou, corri sem direção. Sempre vi jogadores fazendo gol do título chorarem e não entendia por quê. Na hora chorei. Não acreditava que estava dando alegria para tantas pessoas. É uma sensação muito boa, a gente sai de si.

Estar na galeria dos grandes ídolos
Ainda não me vejo nesta galeria. O Fluminense tem ídolos que dispensam comentários. Ainda falta muito para eu chegar perto. Fico contente com as comparações, mas ainda não me vejo nessa galeria.

Sacrifício em campo
Fiquei 44 dias parado. Voltei contra o Botafogo e sofri uma lesão grave nos ligamentos do tornozelo esquerdo. Minha previsão de voltar era dia 19 de janeiro contra o Bangu, pela Taça Guanabara. Não aceitei esta decisão e queria voltar ainda no Brasileiro. Muita gente não sabe, mas foi um sacrifício enorme para voltar. De segunda a segunda fazia três períodos de fisioterapia. Para jogar os últimos dois jogos tomei oito injeções no tornozelo. O departamento médico do Fluminense fez um trabalho excepcional para me colocar em condições de jogo. Felizmente com a ajuda de Deus voltei e pude colaborar, quando o Fluminense precisou.

Gol do título
É difícil explicar, mas o gol foi em cima do local da lesão. É difícil explicar certas coisas como essa, é muita conicidência, mas acho que deveria ser meu mesmo. A bola passou por debaixo da perna do goleiro e do zagueiro e foi muito bom.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: