Conca volta a jogar bem e Flu vence o América

Tricolor chega aos seis pontos na Taça Rio em jogo que teve até defesa de pênalti

Fluminense x América - Rafael Moura (Foto: Alexandre Loureiro)O Fluminense venceu o América nesta quarta-feira, por 3 a 1, e conquistou sua segunda vitória na Taça Rio. Com boa atuação do argentino Conca, Rafael Moura e Ricardo berna, que defendeu um pênalti, o Tricolor chegou aos seis pontos no segundo turno do Carioca.
O próximo jogo do Fluminense será o clássico contra o Flamengo, domingo, no Engenhão. Já o América, tentará uma melhor sorte contra o Bangu, também no domingo, no Giulite Coutinho.

No início do jogo, enquanto o Fluminense trocava passes e chegava pouco ao campo de ataque, o América explorava as investidas em velocidade com Diguinho e Hugo. E a primeira oportunidade real de gol foi do time alvirrubro.

Diguinho, do América, arrancou pela direita do ataque, cortou para o meio e bateu forte de fora da área. A bola explodiu no travessão, quicou em cima da linha e saiu. O goleiro Ricardo Berna pulou, mas não alcançou a bola e teve de contar com a sorte.

Após a parada técnica, o Tricolor começou a atacar mais o adversário. Porém, insistia nas bolas alçadas na área e não levava perigo ao América. Até que, aos 33 minutos do primeiro tempo, Conca colocou o Tricolor à frente no placar.

Carlinhos cobrou lateral para Rafael Moura, que cruzou rasteiro para o meio da grande área. A bola passou pelo goleiro Paulo e Conca, de primeira, só tocou para o fundo das redes. O argentino parecia querer resgatar seu desempenho do fim do ano passado.

Quem pensava que o Fluminense ia segurar o jogo, com a vantagem no marcador, se enganou. O Tricolor das Laranjeiras mostrava um futebol melhor do que vinha apresentando nas últimas partidas e manteve a pressão sobre o America.

Rafael Moura, que tem a função de fazer gols, parecia mais um garçom servindo seus companheiros no ataque. Aos 43 minutos, novamente o He-Man fez cruzamento certeiro para Marquinhos. Mas o apoiador cabeceou mal e a bola saiu por cima da meta do goleiro Paulo. E assim terminou a primeira etapa.

BERNA DEFENDE PÊNALTI E HE-MAN SACRAMENTA VITÓRIA DO FLU

O segundo tempo começou eletrizante com chances claras de gol para os dois times. A primeira foi do Fluminense com Rafael Moura, após linda jogada em equipe. Conca tocou em profundidade para Marquinho, que rolou para o He-Man pegar de primeira e obrigar o goleiro Paulo a fazer excelente defesa.

A chance do America foi de pênalti. Michel invadiu a área pela direita do ataque e foi derrubado por Leandro Euzébio. O juíz apontou a marca da cal. Diguinho bateu no canto esquerdo de Ricardo Berna, que foi na bola e espalmou para a lateral.

Aos seis minutos, o Fluminense aumentou a vantagem sobre o adversário. Conca cruzou a bola para a área, Araújo desviou de cabeça e Rafael Moura, também de cabeça, ampliou para o Flu.

O Fluminense, mesmo com 2 a 0 no placar continuou em busca do gol. E conseguiu chegar aos 27 minutos da segunda etapa com He-Man de novo. Conca cruzou para Rafael Moura, que de frente para o gol vazio só teve o trabalho de empurrar para o fundo do barbante.

Mas o America não foi totalmente nulo no segundo tempo. Aos 34 minutos da segunda etapa, o Mecão conseguiu diminuir com Bruno Reis. Após tabela com Felipe Assis, o apoiador criado no Tricolor tocou na saída do goleiro Ricardo Berna.

Nos minutos finais da partida o jogo ficou equilibrado e nenhuma das equipes tiveram mais chances de marcar. O Fluminense conquistou a segunda vitória na Taça Rio após um bom jogo, no Engenhão.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE X AMÉRICA

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 9/3/2011 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: João Batista de Arruda (RJ)
Auxiliares: Daniel do Espírito Santo (RJ) e Ivan Silva Araújo (RJ)
Gols: Conca 33’/1ºT (1-0), Rafael Moura 8’/2ºT (2-0), Rafael Moura 27’/2ºT (3-0) e Bruno Reis 34’/2ºT (3-1)
Renda-público: R$ 71.550 – 4.153 presentes e 3.282 pagantes

FLUMINESE: Ricardo Berna, Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Calinhos (Julio Cesar); Diogo, Diguinho, Marquinho (Souza) e Conca; Araújo (Emerson)e Rafael Moura – Técnico: Muricy Ramalho.

AMÉRICA: Paulo Wanzeler, Michel (Leandro), Luiz Antônio, Allan Kardec e Felipe Assis; Ives, Mário Cesar, Bruno Reis e Ruy Netto (Léo Oliveira); Diguinho (Gustavo)e Hugo – Técnico: Lulinha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: