Neymar esquece racismo: ‘Em casa, são dois negrões e duas branquinhas’

Jogador dá de ombros para o episódio da banana em Londres e lembra que, em sua casa, todo mundo é igual, independentemente, da cor da pele

O atacante Neymar garante que já superou o episódio da banana durante amistoso entre Brasil e Escócia, no último domingo, em Londres. Autor dos gols da vitória brasileira por 2 a 0, o jogador viu a fruta ser atirada em sua direção, num ato que foi considerado racista. O craque do Santos assegura que não liga para esse tipo de manifestação.

Ele afirma que nunca teve problema com racismo e que, no dia a dia, lida normalmente com a miscigenação.

– Lá em casa, são dois negrões para tomar conta de duas branquinhas – comentou, durante entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé. Seu pai, Neymar dos Santos Silva, é negro. Já sua mãe, Nadine, é branca. Rafaela, a caçula, puxou à mãe.

O Arsenal, clube dono do Emirates Stadium, onde foi realizada a partida, disse ter identificado quem atirou a banana no campo. Trata-se de um adolescente alemão que, de acordo com o clube, não teve a intenção de ofender alguém com racismo. Por isso, não será punido.

– Quem jogou sabe o que fez. Se foi por maldade ou não, o cara sabe. Todo mundo ficou triste, mas eu nem liguei. Estava feliz, pois tinha feito dois gols, a Seleção estava jogando bem. Esse episódio não apagou a bela atuação da nossa equipe – concluiu a estrela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: