Emerson volta ao Flu para decidir seu futuro

Alto valor da multa rescisória pode fazer diretoria aceitar o perdão do Sheik, afastado por indisciplina na última semana

Afastado por indisciplina desde a última quarta-feira, o atacante Emerson se reapresenta ao Fluminense nesta segunda-feira ainda com muitas indefinições sobre seu futuro. A princípio, ele deve treinar em separado na parte da manhã, nas Laranjeiras, e não participar das atividades com o grupo marcadas para as 15h (de Brasília).

Isso porque, quase simultaneamente, diretoria e representantes do atleta discutirão o que fazer com o jogador que, após série de reincidências, fez o presidente Peter Siemsen chegar ao limite ao puxar o grito do ‘Bonde do Mengão sem freio’ na véspera da decisão contra o Argentinos Juniors, pela Copa Santander Libertadores.

// Internamente, a decisão ainda não foi tomada e um pedido de desculpas pode ser bem aceito pela direção. A flexibilidade da diretoria se dá por um simples motivo: a alta multa rescisória do contrato do jogador. Responsável por trazer o atacante para o Flu, o presidente da Unimed, Celso Barros, reluta em arcar com mais essa conta. Assim, o prejuízo recairia sobre os já debilitados cofres do clube.

Um dos seus empresários, Rodrigo Pitta, diz que a intenção é que o Sheik permaneça nas Laranjeiras e cumpra o seu contrato – que vai até o final de 2012. Porém, pela boa relação com o Tricolor, não descarta um acordo para um desfecho contrário, se assim a diretoria considerar melhor.

– Defenderei o que é melhor para o jogador. Ele tem contrato e pretende cumprir. Mas vamos aguardar pela reunião. Tenho uma boa relação com a diretoria e não tem nada definido – disse Pitta.

Emerson chegou ao Fluminense em julho do ano passado. Devido às seguidas lesões, atuou em apenas 20 jogos neste período. Seu aproveitamento, no entanto, foi bom: marcou nove gols (inclusive, o do título Brasileiro no fim do ano passado), que fizeram o Sheik cair nas graças da torcida.

Porém, após a suposta exaltação ao rival Flamengo, o caso de amor chegou ao fim. No desembarque da delegação tricolor na volta da Argentina, na última semana, o atacante (que retornara ao Brasil um dia antes) acabou hostilizado pela torcida que compareceu ao Aeroporto do Galeão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: