Queda do Flu na Liberta não surpreende Abel Braga

Futuro técnico descarta hipótese de assumir a equipe antes do dia 11 de junho e evita falar sobre a crise interna no grupo

À distância, precisamente de Abu Dabi, capital dos Emirados Árabes, Abel Braga acompanha o instável momento do Fluminense. A eliminação na Copa Santander Libertadores para o Libertad (PAR), no Defensores del Chaco, não foi uma surpresa para o futuro comandante tricolor. Abel acompanhou o duelo em Assunção já na manhã de quinta-feira, pelo horário dos Emirados Árabes, e criticou a postura da equipe, que entrou em campo com uma vantagem de dois gols.

O treinador revelou ter recebido uma proposta milionária para continuar mais dois anos no mundo árabe, hipótese já escartada em razão do acerto com o Fluminense. Entretanto, Abel Braga praticamente descartou a chance de se apresentar ao Fluminense antes término de seu contrato com o Al Jazira, com validade até o início de junho. Confira abaixo os principais trechos da entrevista de Abel.

ELIMINAÇÃO NA LIBERTADORES

“Vejo de maneira normal não apenas a eliminação do Fluminense, mas as de Internacional, Grêmio e Cruzeiro. O calendário do futebol brasileiro tem influência. Depois de um mês de férias, as equipes tem dez, 12 dias para se preparar para os estaduais e competições do nível da Libertadores. O Fluminense, por exemplo, disputou a semifinal da Taça Rio. Ou seja, não priorizou competição alguma. Portanto, a eliminação para o Libertad não foi uma surpresa.”

POSTURA CONTRA O LIBERTAD

“Não gostei. O Fluminense tinha a vantagem, mas não conseguiu aproveitá-la. Não posso dizer muita coisa, pois ainda não assumi a equipe. Mas ficou claro que a equipe rende melhor quando enfrenta momentos de dificuldade, quando precisa se superar. Sem pressão, a equipe não rendeu. Isso é estranho.”

DATA DA VOLTA PARA O BRASIL

“Trabalho dentro da realidade. Minha chegada ao Brasil está prevista para o dia 11 de junho. No dia seguinte, pretendo ser apresentado e começar a trabalhar no Fluminense. Não posso cogitar a possibilidade de voltar antes ou enviar qualquer inte-
grante da minha comissão técnica para o Rio de Janeiro, pois não fomos campeões ainda. Qualquer atitude nesse sentido, pode ser mal interpretada pela diretoria do Al Jazira”

FOCOS DE CRISE NO GRUPO DO FLUMINENSE

“Sobre isso, prefiro não fazer manifestação alguma. Lógico que tenho lido e escutado sobre os problemas, mas não posso pinar porque não sei a verdade sobre todos os fatos.”

PLANEJAMENTO

“O futuro é imprevisível. No momento, sou técnico do Al Jazira. Portanto, é cedo para falar sobre o planejamento do Fluminense, sobre reforços ou dispensas. Não assumi o Fluminense ainda ou conversei com dirigentes depois do jogo pela Libertadores. Por enquanto, só posso lamentar pela saída do Fluminense e dos outros clubes brasileiros da competição.”

PROPOSTA MILIONÁRIA

“Realmente recebi uma proposta fabulosa para continuar mais dois anos nos Emirados Árabes. Estive com Juninho Pernambucano na madrugada de quinta-feira, que revelou ter recebido uma oferta irrecusável para continuar no Qatar. Mas ele já está acertado com o Vasco, assim como eu com o Fluminense.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: