Flu estreita relações com Traffic para valorizar a base

Unimed não banca investimentos em Xerém e Tricolor se aproxima de outra parceria para os próximos anos

Disposta a mudar o perfil de altos investimentos no departamento de futebol, a diretoria do Fluminense já sabe com quem não poderá contar na nova empreitada. A Unimed lavou as mãos diante do plano tricolor de valorizar a formação de novos jogadores e com isso o clube tende a se aproximar de antigos parceiros, como a Traffic, com quem já possui contrato de marketing de longa duração.

Ao contrário do que disse o presidente Peter Siemsen, a patrocinadora não tratou do assunto em reunião na última sexta-feira. E, pelo visto, não parece muito disposta a tanto. A pessoas próximas, o presidente Celso Barros foi sucinto ao comentar a possibilidade de financiar a modernização do centro de treinamento de Xerém. Ele teria dito que a Unimed não é “empresa de investimentos como a Traffic. Pagamos apenas pelo espaço na camisa e jamais conversei com o Peter sobre esse assunto (investimentos nos jogadores da base)”.

Mesmo com a recusa da Unimed em participar do projeto, o Fluminense não deverá ficar sozinho. O primeiro passo na tentativa de recuperar a estrutura da categoria de base foi a contratação do novo coordenador Jorge Macedo, com longa experiência nas equipes inferiores do Internacional. A chegada do profissional foi um sinal ao mercado de que o clube está disposto a mudar, é o que garante Fernando Gonçalves, diretor da Traffic.

Depois da Copa São Paulo de Juniores deste ano, a empresa emplacou dois jogadores nas Laranjeiras, o volante Everton e o atacante Luiz Gustavo, num sinal de retorno da credibilidade do Fluminense como clube formador de talentos. Na realidade exportadora do futebol brasileiro, a decisão do Tricolor de voltar a valorizar a prata da casa é considerada por muitos como demasiadamente tardia. Mas antes tarde do que nunca.

– É um caminho certo, rejuvenescer a carteira dos jogadores, balanceando juventude com grandes nomes – opinou Gonçalves.

PARCERIA CADA VEZ MAIS CONCRETA EM 2011

Enquanto a relação com o principal patrocinador enfrenta turbulências, o Fluminense vive o outro lado da moeda com a Traffic. Desde seus primeiros dias como presidente do clube, Peter Siemsen abriu as portas para uma entrada ainda maior da empresa nas Laranjeiras, indo além dos negócios envolvendo jogadores.

A Traffic assumiu o departamento de marketing doTricolor, assinando um contrato de exploração e comercialização da marca, e já investindo alto no início do ano.

O primeiro grande produto criado pela empresa em conjunto com o clube foi o programa de venda de ingressos GuerreiroTricolor, que vendeu mais de dez mil pacotes para as partidas do time no Campeonato Estadual e na Copa Santander Libertadores. O principal objetivo da ação era diminuir as filas .

Ao longo da participação do time na Libertadores, a empresa lançou um projeto, desta vez maisambicioso, de internacionalização da marca Fluminense. O Tricolor em Toda a Terra realizou ações no Uruguai, quando a equipe enfrentou o Nacional, em Buenos Aires, ao homenagear o ídolo Conca antes da partida histórica contra o Argentinos Juniors.

COM A PALAVRA: (Fernando Gonçalves – diretor da Traffic)

O mais importante é que fique claro que não temos relação alguma com qualquer posição da diretoria do Fluminense diante de seu patrocinador. Não temos qualquer interesse em nos envolvermos nessa questão.

A parceria em termos de jogadores que temos com o Fluminense não é diferente daquela que temos com outros clubes, como Grêmio, por exemplo. Se fôssemos falar da parceria de marketing, seria uma outra história. Mas com certeza, a operação que o Fluminense começa a montar para a categoria de base nos motiva a trabalhar com o clube. São pessoas competentes que o Fluminense está buscando para trabalhar em Xerém.

Foi por causa disso que voltamos a olhar para o Fluminense como um clube que pode servir de bom laboratório para os nossos jogadores. Nessa mudança que o Fluminense está promovendo, podemos ajudar como ajudamos os nossos outros parceiros. Possuímos escritórios em três países da Europa, recebemos informações da demanda do mercado exterior. Investir nas categorias de base é uma solução estratégica para o clube. Não somente para o Fluminense, mas para todos os clubes do futebol brasileiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: