Marquinho: ‘Na hora que precisava mesmo, erramos em algumas coisas’

Apoiador admite falhas no primeiro semestre e lamenta perda da Libertadores, prioridade em 2011, mas vê novas possibilidades com o técnico Abel Braga

Erros fatais. Falhas coletivas e individuais. No primeiro semestre, o Fluminense viu as duas competições que disputou escapar. No Campeonato Carioca, eliminações nas semifinais dos dois turnos (Boavista no primeiro e Flamengo no segundo). Na Libertadores, a prioridade da equipe, queda nas oitavas de final diante do Libertad-PAR depois de uma classificação incrível na fase de grupos. Situações que ainda incomodam.

– Acho que o time deixou a desejar em alguns momentos decisivos. Na hora em que precisava mesmo, erramos em algumas coisas. Mas particularmente estou muito feliz pelo reconhecimento, por ter feito um bom campeonato. Para mim, um bom começo de ano – disse o apoiador Marquinho, eleito nesta segunda-feira o terceiro melhor meia 1 no Prêmio Cariocão 2011.

A chance de recomeçar acontece já no domingo, contra o São Paulo, em São Januário, pela estreia do Campeonato Brasileiro. Porém, Marquinho, que ainda se recupera de lesão, sequer viajou para a Granja Comary, onde o time realiza um período de treinos, e só deve estrear na terceira rodada, contra o Cruzeiro, no Rio de Janeiro, segundo informou o próprio jogador. Até lá, ele espera que o time arrume a casa e sonha com a chegada de Abel Braga, atualmente no Al Jazira, dos Emirados Árabes, e futuro técnico tricolor – chegará no início de junho.

– No começo foi mais angustiante. Olhava e via que faltavam dois meses. O Enderson (Moreira) fez um bom trabalho, vimos que dava para nos manter, mas infelizmente algumas coisas ocorreram fora de campo que influenciaram um pouco na nossa trajetória. Esperamos que o Abel chegue, possa organizar, que nada de fora influencie e possamos ser campeões novamente.

Só com o Brasileiro pela frente, o apoiador espera agora repetir o feito do ano passado e conquistar o título, mas está ciente com possíveis cobranças por ser o atual campeão.

– Tudo depende do começo. Se começarmos bem, seremos o time a ser batido. Se começar mal, vamos ser cornetados e tudo mais. Tudo depende de nós. Se fizermos um bom primeiro turno, vamos conseguir ser apontados como favoritos – analisou, lembrando que agora o foco está na competição nacional:

– O Fluminense está forte, nosso objetivo era outro, maior, a Libertadores. Infelizmente não deu e agora vamos tentar conquistar o Brasileiro. Era um objetivo também, mas não era prioridade. Virou nossa prioridade e vamos entrar para vencer de novo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: