Conca viaja a São Paulo para fazer exames médicos

Craque assina novo vínculo com Guangzhou Evergrande(CHI) nesta sexta-feira e não deve mais jogar pelo Tricolor

De nada serviram os apelos da torcida. Os clamores das arquibancadas, ecoados pelos gritos de ‘Fica, Conca!’, fizeram o argentino chorar, mas não afastaram a decisão do craque do Fluminense de mudar de ares. Nesta sexta-feira, o jogador viaja a São Paulo, onde fará exames médicos e, em seguida, assinará por dois anos e meio com o Guangzhou Evergrande, da China – negócio que colocará o craque do último Campeonato Brasileiro entre os mais bem pagos do mundo.

A vitória por 3 a 1 sobre o Atlético-PR, no Engenhão, deverá ser, pelo menos por enquanto, o último ato do argentino com a camisa tricolor. Isso porque os dirigentes chineses querem que o jogador se apresente imediatamente. Antes, porém, ele deve voltar ao clube para ‘arrumar as suas malas’ e se despedir da sua agora ex-casa, as Laranjeiras, onde brilhou nos últimos três anos e meio.

O acordo entre Fluminense e clube chinês não prevê uma preferência ao Tricolor ao fim do seu contrato. Mas pessoas próximas afirmam que a decisão partirá do próprio jogador, que garante: ‘Vou voltar’.

Conca deverá receber em torno de R$ 75 milhões no novo vínculo. Já o Fluminense, perto de R$ 10 milhões pela transação – parte que lhe cabia pelos 40% dos seus direitos econômicos – e deve começar a trabalhar para encontrar um substituto a altura do principal ídolo tricolor nos últimos anos. Parte desse dinheiro, porém, será usado para pagar as próprias contas, como os salários dos atletas (que, alegam fontes, o clube só teria como arcar até agosto) e a construção de um Centro de Treinamentos.

Contratado pelo Tricolor no início de 2008, Conca esteve em campo 210 vezes com a camisa do clube, nas quais marcou 40 gols. Seu ápice chegou com a campanha que trouxe o tricampeonato brasileiro às Laranjeiras, em 2010, quebrando uma fila de 26 anos sem o principal título nacional. A atuação do argentino na competição teve roteiro de cinema: participou de todas as 38 partidas, superando uma lesão no joelho e terminou como o craque e líder de assistências do campeoanto.

Em 2008, Conca também teve destaque na disputa da Copa Santander Libertadores, que deu ao clube o inédito vice-campeonato na competição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: