Troféu Armando Nogueira: Montillo é craque da rodada pela segunda vez

Meia argentino do Cruzeiro tem atuação decisiva na goleada sobre o Avaí e, assim como Ronaldinho, leva o segundo ‘Armandinho’ na edição 2011

Não foi uma nota 10 como aconteceu com Ronaldinho Gaúcho na segunda vez que foi eleito o craque da rodada no Troféu Armando Nogueira deste ano, mas Montillo também vai levar o “Armandinho” novamente para casa. O meia do Cruzeiro já tinha sido o melhor na oitava rodada e repetiu a dose neste fim de semana com uma atuação decisiva na goleada por 5 a 0, diante do Avaí. A nota 8 também foi assinalada para Anderson Martins, do Vasco, e Agenor, do Atlético-GO, porém um gol e duas assistências fizeram a diferença a favor do argentino.

A seleção da 16ª rodada foi bem variada e apenas uma equipe emplacou dois atletas no time dos destaques. O Atlético-GO escalou, além de Agenor, o atacante Anselmo no 2 a 0 sobre o Santos. Figurinha carimbada entre os melhores, o corintiano Paulinho é um dos volantes novamente. É a sua sexta aparição na equipe em 2011.

Vale lembrar que a seleção do campeonato é montada após a apuração das médias de todos os jogadores que disputaram ao menos 13 partidas no Brasileirão.

GOLEIRO

Não é todo dia que um goleiro dá uma assistência para gol, mas foi o que Muriel fez no empate por 1 a 1 entre Inter e Bahia. Um chutão do camisa 1 achou Leandro Damião no ataque para marcar. O arqueiro colorado também fez algumas defesas difíceis e quase pegou o pênalti batido por Jobson. Ele levou 7,5 e superou dois jogadores com 7. Curiosamente, ambos foram derrotados. Rafael, do Santos, e Neneca, do América-MG, evitaram que o prejuízo das suas equipes diante de Atlético-GO (2 a 0) e Botafogo (4 a 2), respectivamente, fosse ainda pior.

LATERAL-DIREITO

Foi um empate triplo de notas 7 entre os laterais destros. O escolhido foi Edílson, do Atlético-PR, que empatou fora de casa, frente ao São Paulo, por 2 a 2. O rubro-negro deu assistência para a cabeçada certeira de Fransérgio e foi sempre uma boa opção ofensiva. Também apoiadores constantes, Adriano (Atlético-GO) e Bruno Vieira (Figueirense) se apresentaram bem na 16ª rodada.

ZAGUEIROS

Mesmo sem Dedé, o Vasco tem em Anderson Martins um atleta que transmite segurança a todo o sistema defensivo. Na vitória sobre o Palmeiras, por 1 a 0, ele levou nota 8 por segurar o ataque alviverde para garantir mais três pontos para o Cruz-Maltino no fim de semana. Isso sem contar as roubadas de bola e desarmes precisos. Ao seu lado, fica outro beque que não deixou que o time levasse gols. Jéci não é titular absoluto do Coritiba, pois está substituindo o lesionado Pereira. No entanto, André, Neto Berola e os demais atacantes do Atlético-MG não se criaram para cima do zagueiro do Coxa. A nota 7 até foi igual a Antônio Carlos, do Botafogo, e Vilson, do Grêmio. Rival sem marcar, porém, foi privilégio do Coritiba: 3 a 0 no Galo mineiro.

LATERAL-ESQUERDO

Com um 7,5 como nota, Juninho se sagrou o lateral-esquerdo da rodada pela segunda vez no campeonato. A assistência perfeita para Somália iniciar a reação do Figueirense diante do Fla, que terminou num empate por 2 a 2, foi decisiva para consagrar o jogador alvinegro. Pior para Paulinho, do Atlético-PR, e Thiago Feltri, do Atlético-GO, que foram avaliados com 7 e ficaram fora do time da rodada.

VOLANTES

Anular Neymar é tarefa para poucos. Agenor soube fazer isso para garantir que o craque santista não fosse decisivo contra o seu Atlético-GO. O volante levou um cartão amarelo ainda no primeiro tempo e soube se segurar sem deixar de lado a eficiência na marcação. A nota 8 quase lhe valeu um “Armandinho”. Ao seu lado, Paulinho voltou a fazer um gol para o líder Corinthians (2 a 2 contra o Ceará) e pintou na seleção da rodada pela sexta vez no Armandão 2011. Dois volantes que marcaram levaram 7 e merecem menção honrosa: Fabrício, do Cruzeiro, e Fransérgio, do Atlético-PR.

MEIAS

Mais um apoiador levou o “Armandinho”. Montillo levou 8 mesmo tendo perdido um pênalti no 5 a 0 diante do Avaí. O argentino já tinha marcado outro de pênalti, deu um passe perfeito para Thiago Ribeiro fazer o quarto e uma ajeitada de cabeça para Ortigoza fechar a conta. O pênalti perdido não abalou em nada o cruzeirense. O outro escalado da posição foi Marquinhos, do Grêmio, que levou 7,5 por ter feito os dois gols da vitória por 2 a 1 contra o Fluminense, fundamental para que os gaúchos não acabassem a rodada na zona de rebaixamento. Também com 7,5, mas atuações não tão decisivas como a do gremista, ficaram Rafinha (Coritiba), Roger (Cruzeiro) e Alex (Corinthians).

ATACANTES
Quatro atacantes tiveram nota 7,5. As vagas no time do fim de semana, porém, ficaram com Alex, do Botafogo, e Anselmo, do Atlético-GO. O alvinegro entrou no segundo tempo contra o América-MG e balançou as redes em duas oportunidades. Já o centroavante do Dragão, além de marcar o seu, serviu Diogo Campos no lance que assegurou a vitória da equipe goiana. Thiago Ribeiro, do Cruzeiro, e Bill, do Coritiba, foram avaliados com a mesma nota e ajudaram suas equipes a saírem vitoriosas de campo. Ainda com nota 7: Edigar Junio (Atlético-PR), Anselmo Ramon e Ortigoza (Cruzeiro), Jorge Henrique (Corinthians), Osvaldo (Ceará), Leonardo (Coritiba), Somália (Figueirense), Deivid (Flamengo), Jobson (Bahia) e Leandro Damião (Inter).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: