Armandão: Rafael Moura usa a força de He-Man para ser craque da rodada

Atacante fez dois gols na vitória do Fluminense sobre o Figueirense e deu novo fôlego ao Tricolor carioca. Emerson ajuda o Timão a manter liderança

Rafael Moura tem a força para tirar o Fluminense da crise que já estava praticamente instalada nas Laranejiras. Com o apelido de He-Man, o atacante tricolor mostrou mais uma vez seus poderes, desta vez na vitória por 3 a 0 sobre o Figueirense, e foi eleito o craque da 17ª rodada com base nas notas do Troféu Armando Nogueira. Por conta dos dois gols que converteu e a assistência que deu para o Edinho marcar, o camisa 10 do Flu liquidou a defesa catarinense. A atuação de gala rendeu a nota 8,5 para o jogador, que vem dando conta do recado toda vez que o badalado Fred é ausência no time dirigido pelo técnico Abel Braga.

Com belas exibições de vários clubes, a seleção da rodada é representada por jogadores de oito agremiações diferentes. Coritiba, Vasco e Atlético-GO têm dois atletas cada no time deste meio de semana. Curiosamente, os três tiveram vitórias expressivas fora de casa, sendo mais impressionante a do Dragão, que goleou e tirou a invencibilidade do Flamengo no Engenhão.

Vale lembrar que a seleção do campeonato é montada após a apuração das médias de todos os jogadores que disputaram ao menos 13 partidas no Brasileirão.


GOLEIRO

Um dos alicerces da excelente temporada do Coritiba, o goleiro Edson Bastos se utilizou da sua experiência para ser decisivo na difícil vitória do Coxa sobre o Santos por 3 a 2, na Vila Belmiro. Além de boas intervenções durante a partida, ele pulou como um gato quando o confronto estava empatado por 2 a 2 para catar o pênalti cobrado por Borges, artilheiro do Campeonato Brasileiro com dez gols. Por conta desta defesa em momento crucial, o camisa 1 alviverde foi apontado como o melhor de sua posição na rodada e recebeu a nota 8. Marcelo Lomba (BAH), Fernando Prass (VAS) e Diego Cavalieri (FLU) também se destacaram.

LATERAL-DIREITO

Depois de conviver com algumas lesões no primeiro semestre, Fagner parece ter voltado ao seu melhor futebol com a camisa do Vasco. Na quarta-feira, o lateral-direito foi uma fundamental arma ofensiva da equipe de Ricardo Gomes na boa vitória por 2 a 0 sobre o Avaí. Foi de seus pés que surgiu o primeiro gol cruz-maltino. O lindo passe deixou Diego Souza à vontade para marcar. Por tudo isso, Fagner faturou a nota 7. Wagner Diniz (Atlético-PR) e Nei (Internacional) foram importantes nos triunfos de seus clubes.

ZAGUEIROS

Dedé está definitivamente na moda. O zagueirão do Vasco é sinônimo de regularidade e impõe respeito aos adversários. Com mais uma atuação soberana na zaga, o mais novo defensor da Seleção Brasileira ainda encontrou tempo para ajudar o ataque e anotar o seu sétimo gol na temporada nos 2 a 0 diante do Avaí. O ídolo vascaíno recebeu a nota 7,5. Quem conquistou a mesma avaliação foi Anderson. O zagueiro do Atlético-GO figura na seleção da rodada pela segunda vez na competição por ter brecado a maioria das ações ofensivas do ataque do até então invicto Flamengo. Nem mesmo Deivid, um dos goleadores do Brasileirão, conseguiu ver a cor da bola. Rodrigo Moledo (INT), Anderson Martins (VAS) e Gilson (ATG) também cumpriram bem seus papéis de xerifes.

LATERAL-ESQUERDO

Mais nova revelação da base do Internacional, o garoto Zé Mário tem demonstrado que chegou ao time profissional para ficar. Aos 19 anos e volante de origem, ele assumiu a responsabilidade de substituir o experiente Kléber na lateral esquerda e revelou todo o seu potencial. Foi dele o cruzamento que culminou no gol de Leandro Damião após desvio de Jô. A joia colorada ganhou a nota 7. Welder (Corinthians) e Carlinhos (Fluminense), ambos destros, foram outros destaques da posição.

VOLANTES

Marcadores e goleadores. Pelo menos nesta rodada, Léo Gago e Cléber Santana, ambos do futebol paranaense, assumiram dupla função e fizeram os gols que acarretaram nas vitórias dos arquirrivais Coritiba e Atlético-PR, respectivamente. Na teoria, a tarefa do Coxa foi mais árdua. O vice-campeão da Copa do Brasil bateu o Santos de virada em plena Vila Belmiro. Além de marcar Neymar, Ganso & Cia., Léo Gago puxou o contra-ataque e marcou um belíssimo gol com seu potente chute de canhota, ganhando assim a nota 7,5. Com pontuação igual e o mesmo caráter decisivo, Cléber Santana lutou do início ao fim e foi premiado nos acréscimos com o gol que decretou o triunfo do Furacão por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, num belo arremate cruzado. Rômulo (VAS), Eusébio (CEA), Edinho (FLU) e Pituca (ATG) representaram muito bem os seus times na 17ª rodada e ganham menção honrosa.

MEIAS

Camisa 10 de estilo clássico, Thiago Humberto vem comandando com maestria a criação das jogadas do Ceará. Na goleada do Vozão por 3 a 0 sobre o Grêmio, o canhoto foi decisivo nos dois gols do atacante Marcelo Nicácio, sendo com uma assistência e um chute que redundou no rebote do goleiro. A exibição fez valer a subida nota 8. Meio ponto abaixo, mas não menos importante para o sucesso de sua equipe na rodada, Ernandes contou com a sorte para brilhar na humilhante vitória do Atlético-GO sobre o Flamengo (4 a 1). Sua escalação como titular deveu-se à suspensão do volante Agenor. Sendo assim, Bida foi recuado para a função de marcador e liberou Ernandes para armar ao lado de Thiaguinho. E a oportunidade foi agarrada da melhor maneira. Com um passe milimétrico para o gol de Juninho, a surpresa do técnico Hélio dos Anjos tornou-se peça-chave para o Dragão no Engenhão. No segundo tempo, ele voltou a aparecer com destaque num lindo drible por entre as pernas do zagueiro Welinton. Marcinho (CAP) e Lanzini (FLU) foram valiosos para que seus times conquistassem três pontos na última quarta-feira.

ATACANTES

Sem a assiduidade de Fred nas partidas do Fluminense, Rafael Moura tomou para si a responsabilidade de ser o homem decisivo do Tricolor. No convincente triunfo por 3 a 0 sobre o Figueirense, o He-Man agiu como um verdadeiro super-herói ao exercer multifunções. Foi garçom no primeiro gol ao servir Edinho. Guerreiro ao roubar a bola e partiu com ela até o caminho da rede no segundo. E, por fim, letal ao cabecear fora do alcance de Wilson no terceiro tento do Flu. A nota 8,5 transformou o atacante no craque da 17ª rodada. O caso de Emerson também teve a sua dose de heroísmo. O Sheik teve apenas 45 minutos para tirar o Corinthians de uma situação complicada – o Atlético-MG vencia por 2 a 0 – e o fez com extrema categoria. Além de marcar o gol que deu início à reação, ele sofreu dois pênaltis e ainda deu o passe que deixou Liedson livre para virar o placar e manter a liderança do Timão. A grande atuação rendeu a nota 8. Marcelo Nicácio (CEA), Borges (SAN) e Anselmo (ATG) são outros centroavantes que se destacaram no meio de semana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: