Pacotão da rodada#23: golaço, mico, sarrafo e destaques do Brasileirão

Confira estatísticas e seleção de melhores e piores momentos dos jogo

O líder tropeçou sem perder a majestade na 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Corinthians foi ao Rio e voltou com uma derrota para o Fluminense na bagagem. O primeiro lugar, porém, continua com o Alvinegro do Parque São Jorge, que poderia ter sido ultrapassado por três adversários, mas todos falharam na missão de alcançar o topo da tabela de classificação. Vasco, São Paulo e Botafogo jogaram fora mais uma chance dada pelo Timão.

Se os líderes vacilaram, melhor para o Fluminense, que entrou na zona de classificação para a Libertadores. Quem estava lá e continua em queda livre é o Flamengo, agora em sexto e sem pontuar no segundo turno. Uma furada de Welinton e os 10 passes errados de Ronaldinho, o principal craque rubro-negro, mostram que o momento é terrível. Outros três jogadores do Rio lideraram estatísticas no fim de semana: o vascaíno Rômulo foi o ladrão de bolas, o botafoguense Herrera cometeu mais faltas, apesar de ser atacante, e o tricolor Ciro foi o único a conseguir ficar impedido três vezes no mesmo jogo. Banheira é pouco!

O Inter é mais uma equipe que sobe sem parar. E graças a Leandro Damião, que mostrou todo o seu estilo goleador ao balançar a rede em três opotunidades. O terceiro foi uma pintura. Assim como o drible de Edílson, do Atlético-PR, que deixou o flamenguista Deivid no chão.

O que não teve nada de bonito foram as 10 faltas sofridas por Neymar contra o Cruzeiro, que pagou o preço pela violência com dois expulsos. O goleiro celeste Rafael bem que tentou impedir a derrota com cinco defesas difíceis, mas não teve como parar a efetividade do artilheiro Borges, que tem 16 na competição. Outros destaques negativos foram cruz-maltinos: o gol perdido no finzinho por Diego Souza, o sarrafo de Fellipe Bastos e o gol mal anulado de Elton.

O segundo pior público do Brasileirão aconteceu neste fim de semana. Segurando a lanterna, o América-MG não tem empolgado a torcida a pintar na Arena do Jacaré. Só 732 apareceram para assistir ao empate frente ao Avaí, só um pouquinho melhor do que os 632 que foram sofrer com a derrota para o Coritiba na 13ª rodada.

As estatísticas e os selos da 23ª rodada. Confira!

PACOTÃO DA RODADA 23 (Foto: arte esporte)
header pacotao golaço da rodada (Foto: arteesporte)

Leandro Damião, do Internacional

Confirmando a boa fase, o jovem atacante marcou três vezes contra o Palmeiras na vitória do Internacional por 3 a 0. O último tento do goleador foi muito bonito. Após receber passe de Ilsinho, o camisa 9 do Colorado e da Seleção Brasileira ganhou de Thiago Heleno, driblou Marcos e, com extrema calma, chutou para o gol vazio.

header pacotao sarrafo da rodada (Foto: arteesporte)

Fellipe Bastos, do Vasco

No empate entre Vasco e Figueirense, o meia Jônatas sofreu uma falta duríssima, cometida por Fellipe Bastos. Depois de o jogador do Figueira se livrar da marcação, o volante do Vasco entrou de carrinho e deu uma tesoura no camisa 55. Pela infração, o vascaíno recebeu o cartão amarelo.

header pacotao gol mais perdido da rodada (Foto: arteesporte)


Welinton, do Flamengo

Na derrota do Flamengo para o Atlético-PR por 2 a 1, o zagueiro Welinton desperdiçou uma bela chance de ajudar o Rubro-Negro contra o Furacão. Diego Maurício fez uma bela jogada pela direita e tocou para o defensor, que, na entrada da área. furou a bola.

Diego Souza, do Vasco

Aos 46 da segunda etapa, o jogo empatado e o meia Diego Souza perdeu uma chance de ouro de dar a vitória para o time visitante. Após receber de Eder Luis, o camisa 10 vascaíno ganhou da marcação, entrou na área e chutou em cima do goleiro Wilson.

header pacotao erro da rodada (Foto: arteesporte)

Trio de arbitragem de Figueirense 1 x 1 Vasco

A partida estava empatada quando o árbitro Nielson Nogueira Dias anulou um gol legítimo do Vasco. Fagner cruzou para Elton, que dominou e chutou. O auxiliar Altemir Hausmann viu uma irregularidade na jogada e o juiz não validou o tento.

header pacotao drible da rodada (Foto: arteesporte)

Edílson, do Atlético-PR

Além dos gols da vitória do Atlético-PR sobre o Flamengo por 2 a 1, um lance chamou a atenção. Na etapa final, o lateral-direito Edílson deu belos dribles e deixou o atacante Deivid no chão. No primeiro, o camisa 2 pisou na bola e a jogou para a direita, o marcador foi para o outro lado. No segundo, o jogador só gingou e o atleta do Flamengo caiu no gramado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: