Pontos corridos: análise mostra que artilheiro campeão só houve uma vez

Retrospectiva dos goleadores de cada edição desde 2003 indica que Adriano, no Flamengo, em 2009, foi o único a conquistar título e liderar artilharia

O Brasileirão 2011 segue para sua 31ª rodada e, até o momento, o atacante santista Borges foi quem mais marcou gols no campeonato. Mas como a artilharia de um jogador pode contribuir para o desempenho do time no modelo de pontos corridos? Inspirado por essa questão, o “É Gol!!!” montou um retrospecto dos artilheiros das oito edições realizadas desde 2003, indicando os líderes de tentos até a última etapa atual (30ª), o goleador final e a equipe que sagrou-se campeã.

A análise revela que o título do Flamengo, em 2009, foi a única vez em que o artilheiro do torneio também foi coroado campeão. Neste ano, os atacantes Adriano, do Rubro-Negro, e Diego Tardelli, do Atlético-MG, terminaram empatados, com 19 gols. Por outro lado, em 2007, o Paraná acabou rebaixado para a Série B mesmo contando com a artilharia de Josiel.

Este ano, o atacante Borges, do Santos, segue na liderança da artilharia até a 30ª rodada, tendo balançado as redes 22 vezes, e já é o maior goleador até esta etapa na história do Brasileirão de pontos corridos, superando Dimba, que, no Goiás, chegou a marcar 21 vezes durante o mesmo período. Atrás do camisa 9 do Peixe estão Leandro Damião, do Internacional, Ronaldinho Gaúcho, do Flamengo, Fred, do Fluminense, e William, do Avaí, todos com 13 tentos.

Confira a retrospectiva:

2003 (Cruzeiro)

No primeiro ano do Campeonato Brasileiro no modelo de pontos corridos, o atacante Dimba, do Goiás, era o artilheiro, com 21 gols, até a 30ª rodada, e seguiu na liderança até terminar em primeiro, com 31 gols, na frente de Reinaldo, do Paraná, na vice-liderança, com 30. O Esmeraldino ficou em 9º na tabela.

2004 (Santos)

Novamente o Goiás manteve a ponta até a 30ª rodada do Brasileirão. O atacante Alex Dias, do Esmeraldino, havia marcado 20 vezes até então, mas acabou estacionando em segundo na artilharia, com 22 gols, dando passagem a Washington, do Atlético-PR, artilheiro final com o recorde histórico de 34 tentos. O Furacão ficou em 2º na tabela.

2005 (Corinthians)

Alex Dias, dessa vez no Vasco, liderou o ranking com 19 gols até a 30ª rodada do Brasileiro. Mas o companheiro de time, Romário, o ultrapassou e tornou-se o artilheiro mais velho da história do campeonato, aos 39 anos, com 22 gols. O Time da Colina ficou em 12º na tabela.

2006 (São Paulo)

O atacante Souza, do Goiás, era o artilheiro até a 30ª rodada, com 15 tentos. Schwenck, do Figueirense, vinha logo atrás, com 11. A artilharia final manteve o mesmo resultado, com o esmeraldino em primeiro, com 17 gols, e o alvinegro em segundo, com 14. O Goiás ficou em 8º na tabela.

2007 (São Paulo)

A artilharia de Josiel não conseguiu impedir o rebaixamento do Paraná para a Série B, de onde o time nunca mais retornou. O atacante havia balançado a rede 18 vezes até a 30ª rodada, atrás apenas de Acosta, do Náutico, que contava 19 gols. Na reta final, o paranaense chegou a 20 tentos, ultrapassando o adversário, que terminou em segundo, com os mesmos 19. O clube do Sul ficou em 19º na tabela, rebaixado para a Segunda Divisão.

2008 (São Paulo)

O atacante Kléber Pereira, do Santos, possuía 20 gols até a 30ª rodada do Brasileirão. Washington, do Fluminense, vinha em segundo, com 18, e Keirrison, do Coritiba, em terceiro, com 16. A artilharia final teve os três empatados, com 21 tentos. O Coxa ficou em 8º na tabela, à frente do Tricolor carioca, 14º, e do Peixe, 15º.

2009 (Flamengo)

Pela primeira vez o artiheiro do Brasileirão foi coroado também com o título. Até a 30ª rodada, os atacantes Adriano, campeão com o Flamengo, e Diego Tardelli, do Atlético-MG, seguiam empatados com 16 gols. Ambos finalizaram o campeonato na liderança da artilharia, com 19.

2010 (Fluminense)

O atacante Jonas, do Grêmio, foi líder isolado da artilharia até a 30ª rodada do Brasileirão, com 20 gols, seguido de Bruno César, do Corinthians, com 12. O jogador tricolor manteve-se na ponta até o final, com 23 tentos, vendo Neymar, do Santos, alcançar o segundo lugar, com 17, ultrapassando o corintiano. O Tricolor Gaúcho ficou em 4º na tabela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: