Candidatas a Musa do Brasileirão 2011 disputam quem tem o melhor gemido

VOTEM AQ… Qué sabe?! Depois disso pra que votação?

Anúncios

Neymar é o melhor do mundo em pesquisa da revista France Football

Joia santista tem a preferência do povo em enquete do site oficial da revista

Neymar é o melhor do mundo, ao menos é o que o povo acha. Em pesquisa realizada no site da revista France Football, organizadora do prêmio de melhor jogador do mundo juntamente com a Fifa, a joia santista lidera com folga a enquete de quem será o melhor jogador do mundo da temporada 2010/2011.

C

Com 43.56% (1014 votos), Neymar está bem à frente de Lionel Messi com 15.68% (365 votos) e Cristiano Ronaldo com 8.72% (203). O jogador do Santos de 19 anos foi o primeiro jogador na história a atuar por um time brasileiro e ser escolhido entre os 23 melhores jogadores do mundo.

A liderança de Neymar na enquete também se deve ao fato de o Santos ter divulgado em sua página oficial e nas mídias sociais twitter e facebook o link da pesquisa para que os santistas pudessem votar. O site para votação é o seguinte http://www.francefootball.fr/Ballon_Or_2011/index.php

Saber se Neymar estará entre os 3 melhores do mundo que será divulgado no próximo dia 5 de dezembro ainda é uma incógnita, mas uma coisa é certa, ninguém no momento atual do futebol mundial jogam mais que Messi e Neymar. Os dois são gênios, craques, e dá gosto parar para vê-los jogar.

Seria uma justiça muito grande colocar Neymar para a disputa entre os 3 finalistas do prêmio. Ver o jogador na final é reconhecer que o futebol não se joga só na Europa, mas que em outros países em muitos casos há jogadores muito mais valiosos do que os que atuam no futebol europeu.

Não acredito que o jogador do Santos seja selecionado dessa vez entre os 3 melhores. Apesar de achar que seria justo, ainda há um pé atrás do grupo que vota nos melhores e quando o assunto é escolher um jogador que não atua nos grandes clubes da Europa, os votantes não tem dúvidas, as chances são mínimas.

Ronaldinho não recebe parte dos salários há dois meses

Grande astro do Flamengo na temporada, Ronaldinho Gaúcho não recebe a maior parte do seu salário há dois meses. Nos vencimentos de setembro e outubro, a Traffic, empresa de arketing esportivo parceira do Flamengo na transação do jogador, não depositou a sua parte devido a um entrave burocrático na assinatura do contrato com o camisa 10.

A empresa deseja mudanças no memorando, espécie de resumo do contrato, assinado para agilizar a chegada do craque à Gávea, em janeiro. Justamente por isso, decidiu não mais depositar a sua parte enquanto o contrato não for acordado e assinado pelas partes.

– O memorando tem valor de contrato, mas não é um contrato. Ainda não formalizamos o documento por várias circunstâncias. Estamos trabalhando com força total para finalizar a redação. Esticou a corda. Ficar dois ou três meses com o memorando é até aceitável, mas seis, sete meses é preciso termos tudo por escrito. Até pelo alto valor do acordo – disse Fernando Gonçalves, diretor executivo da Traffic.

Por sua vez, o Flamengo alega que paga religiosamente em dia a sua parte devida no contrato. Mas reconhece que há uma discussão em curso para que tudo seja formalizado. Inicialmente, o acordo seria celebrado pouco tempo depois a chegada de Ronaldinho, mas houve uma mudança interna na empresa de marketing esportivo. Quem estava no comando da negociação do craque com o Flamengo era Júlio Mariz, substituído por Fernando Gonçalves, que exigiu novas garantias para a empresa diante do alto valor investido.

– Foi feito um memorando em janeiro com as bases para o futuro. Quando fomos assinar o contrato houve uma mudança administrativa na Traffic. Nossa parte está sendo paga em dia. Agora eles estão condicionando o contrato a algumas mudanças. Isso vem sendo discutido e creio que chegaremos a um acordo nos próximos dias. Por enquanto, não houve desgaste na relação com Ronaldinho – afirmou Rafael De Piro, vice-presidente jurídico do Flamengo.

No acordo celebrado em janeiro deste ano, Ronaldinho receberia cerca de R$ 1,2 milhão de salário. À Traffic, caberia cerca de R$ 1 milhão na transação. A reportagem tentou contato com Assis, irmão e procurador de Ronaldinho, mas não obteve sucesso.

Confira os resultados da 32ª Rodada do Brasileirão 2011

Timão bate o Avaí de virada e reassume a ponta. No reencontro com R10, Grêmio derrota o Fla em jogo de seis gols. Vasco e São Paulo não saem do zero

SANTOS 4 X 1 ATLÉTICO-PR
Alô, Barcelona! Neymar faz quatro, e Peixe goleia o Furacão no Pacaembu.
Em partida com polêmicas de arbitragem, Santos faz 4 a 1 no Atlético-PR com show de sua maior estrela. Torcida já provoca possível rival no Mundial

BOTAFOGO 1 X 0 CRUZEIRO
Loco Abreu põe o Botafogo de volta à briga pelo título brasileiro.
Com 1 a 0, Alvinegro encosta no Corinthians, e Cruzeiro permanece perto da zona de rebaixamento do Brasileirão

CEARÁ 1 X 2 FLUMINENSE
Fred desequilibra, Sobis decide, e Flu derrota o nervoso Ceará em Fortaleza.
Tricolor vence por 2 a 1, com dois gols do camisa 23, e mantém vivo o sonho do tetracampeonato brasileiro. Vozão segue na zona do rebaixamento.
CORINTHIANS 2 X 1 AVAÍ
Com um a menos, Timão vira sobre o Avaí e volta ser líder do Brasileirão.
Sem Castán desde os cinco minutos do segundo tempo, Corinthians sofre, mas consegue vitória sofrida para reconquistar o primeiro lugar do torneio.
VASCO 0 X 0 SÃO PAULO
Ruim para os dois: Vasco e São Paulo empatam em São Januário.
Em jogo sem gol, time carioca perde a liderança do Campeonato Brasileiro, enquanto Tricolor paulista está cada vez mais distante da briga pelo título.
GRÊMIO 4 X 2 FLAMENGO
Vitória e sentimento de vingança no Olímpico: Grêmio vence Fla de R10.
No retorno ao estádio onde foi criado, jogador vê o Flamengo levar virada no segundo tempo, depois de abrir 2 a 0.
FIGUEIRENSE 2 X 1 BAHIA
Fernandes sai do banco e garante virada do Figueirense sobre o Bahia.
Time baiano sai na frente, mas não consegue segurar o placar e é derrotado por 2 a 1 no estádio Orlando Scarpelli.
ATLÉTICO-MG 2 X 1 PALMEIRAS
Galo se impõe na Arena do Jacaré, faz 2 a 1 no Palmeiras e sobe na tabela.
Vitória deixa o Atlético-MG na 14ª colocação, na zona de classificação para a Copa Sul-Americana. Palmeiras segue em má fase e ainda pode cair.
CORITIBA 3 X 1 AMÉRICA-MG
De virada, Coritiba vence e afunda o desesperado América-MG: 3 a 1.
Coelho sai na frente com Kempes, mas Coxa vira com Rafinha, Davi e Jéci. Paranaenses seguem em décimo. Já os mineiros ficam na lanterna.
ATLÉTICO-GO 0 X 1 INTERNACIONAL
Inter vence o Atlético-GO e ganha fôlego na briga pela Libertadores.
Kleber marca o único gol na vitória colorada sobre o Dragão no Serra Dourada.

Polêmicas da rodada #31: árbitros na berlinda em impedimentos e pênaltis

Jogos de times na ponta da tabela têm lances cercados de polêmica

Na briga pela ponta, o pelotão da frente na luta pelo título viveu a 31ª rodada do Brasileirão sob forte tensão. Os duelos do fim de semana foram repletos de polêmicas, principalmente em impedimentos marcados e não marcados pela arbitragem, que entra na berlinda também por causa dos pênaltis.

Houve apenas dois marcados, ambos no Engenhão. O de Mariano, do Fluminense, em Bernard, do Atlético-MG, e o de Alex Silva, do Flamengo, em Alan Kardec, do Santos. Ainda no duelo entre rubro-negros e santistas, o árbitro Paulo Henrique Godoy Bezerra deixou o jogo seguir quando Welinton derrubou Neymar dentro da área.

Paulo Godoy Bezerra flamengo x santos (Foto: Agência Estado)

Mas o Flamengo também tem o que chiar: o auxiliar errou ao anular gol de Alex Silva por impedimento inexistente. Não foi o caso em Avaí 3 x 2 Botafogo. O golaço de bicicleta de Cleverson foi em impedimento. A desculpa é que a diferença era mínima para ser percebida a olho nu. O pênalti reclamado por Loco Abreu também gerou dúvidas.

Diferente do caso de Diego Souza, do Vasco. A partida contra o Bahia estava 0 a 0 quando ele marcou um gol em condições para lá de legais, mas a arbitragem cravou impedimento. Inexistente. O Tricolor baiano lamenta um impedimento mal marcado de Júnior, que sairia de cara para o gol. O Inter também reclama de um de Ilsinho em que Paulo André dava condições. Se o jogador seguisse, podia ter saído gol.

Numa rodada em que houve 45 cartões amarelos e cinco vermelhos, o Timão reclama que Nei, que já tinha cartão amarelo, deveria ter sido expulso por botar a mão na bola. Pouco depois, marcaria o gol dos colorados.

Confira abaixo os lances mais polêmicos da 31ª rodada:

Avaí 3 x 2 Botafogo

A emocionante partida do último sábado teve dois lances polêmicos Um deles foi o golaço de Cleverson, de bicicleta, o segundo do Avaí, aos 17 minutos do primeiro tempo. Após ser lançado por Junior Urso, no momento em que o jogador matou no peito para dar a bicicleta, estava em posição irregular, com um pé na frente de Marcelo Mattos, marcador alvinegro.

Outro lance que deu o que falar na partida foi um pênalti que teria sido cometido em Loco Abreu, aos 5 minutos do segundo tempo. Ao fazer o giro na área, o atacante uruguaio se enroscou com Caçapa, seu marcador. Sandro Meira Ricci considerou o lance normal.

Fluminense 0 x 2 Atlético-MG

Aos nove minutos do primeiro tempo, Bernard faz jogada da esquerda para o meio e cai na área após disputa com Mariano, lateral-direito do Fluminense. O juiz Jean Pierre Lima apitou a penalidade máxima, e os tricolores reclamaram. Segundo o ex-árbitro, o lance é incontestável e foi bem marcado. Dois minutos depois, Daniel Carvalhou bateu com precisão e marcou o primeiro gol do Galo.

Bahia 0 x 2 Vasco

A partida em Pituaçu ainda estava 0 a 0 quando Diego Souza recebeu a bola pela direita de Romulo aos 16 minutos e bateu cruzado, sem defesa para o goleiro Marcelo Lomba. O auxiliar Marrubson Melo Freitas errou ao marcar impedimento. O tira-teima mostra que Diego estava 24cm atrás do zagueiro no momento do passe. Confira a análise de José Roberto Wright no vídeo ao lado.

A outra jogada que gerou polêmica no confronto entre Bahia e Vasco foi aos 38 minutos do segundo tempo. Júnior foi lançado por Souza, e novamente o auxiliar Marrubson errou. De início, o ex-árbitro e comentarista da TV Globo José Roberto Wright considerou que o tronco do atacante estaria na frente do homem de defesa do Vasco. Mais tarde, percebeu, pelo tira-teima, que o jogador do Tricolor estava em posição legal, por 38 cm. O lance, portanto, foi difícil.

Flamengo 1 x 1 Santos

Pouco tempo depois de marcar o primeiro gol, de pênalti incontestável em Allan Kardec, Neymar fez jogada pela direita aos 10 minutos do segundo tempo que gerou polêmica. Após driblar Welinton, o atacante foi derrubado dentro da área pelo zagueiro. Mas o árbitro Paulo Henrique Godoy Bezerra achou que dessa vez não houve penalidade, prejudicando o Santos na partida.

A outra jogada que gerou reclamações foi o gol de Alex Silva, aos 16 minutos do segundo tempo. Após cobrança de escanteio, o jogador recebeu de cabeça de Welinton e testou firme, sem defesa para o goleiro. O bandeirinha, no entanto, achou que o zagueiro rubro-negro estava em posição irregular. Havia dois jogadores do Santos dando condições ao zagueiro. Portanto, o gol foi mal anulado, prejudicando o Fla.

Internacional 1 x 1 Corinthians

O Corinthians reclamou muito desse lance após a partida. Aos 21 minutos do segundo tempo, Nei matou com a mão um lançamento pela direita para bater para o gol. O ábitro Evandro Rogério Roman parou a jogada. Só que não deu o cartão amarelo. O detalhe é que o jogador já tinha recebido o primeiro na partida. Portanto, o segundo acarretaria em expulsão. E logo depois ele marcou o gol colorado, daí a queixa corintiana.

Aos 31 minutos do segundo tempo, o lateral-esquerdo Kleber, deslocado no meio-campo, viu Ilsinho livre pela direita e fez o lançamento. O jogador partia livre quando a arbitragem assinalou erradamente o impedimento. Pelo tira-teima da jogada, ficou claro que o zagueiro Paulo André, do Corinthians, dava condição ao colorado. Portanto, a jogada era legal. Ouça o comentário de Renato Marsiglia no vídeo ao lado.

Confira os resultados de domingo das Séries A, C e D do Brasileirão

Vasco vence na Bahia e reassume a liderança, que estava em poder do Corinthians. Santa Cruz sai na frente na semifinal da Quarta Divisão

Campeonato Brasileiro – Série A (31ª rodada)

São Paulo 0 x 0 Coritiba
Internacional 1 x 1 Corinthians
Atlético-PR 1 x 0 Ceará
Bahia 0 x 2 Vasco
Flamengo 1 x 1 Santos
Cruzeiro 3 x 2 Atlético-GO

Campeonato Brasileiro – Série C (Segunda Fase – 5ª rodada – Grupo F)

Joinville 3 x 2 Chapecoense

Campeonato Brasileiro – Série D (Fase final)

Villa Nova-MG 2 x 1 Anapolina (Oitavas de final – jogo de volta)
Obs: A Anapolina se classificou para as quartas de final.

Santa Cruz 1 x 0 Cuiabá (Semifinal – jogo de ida)

Pontos corridos: análise mostra que artilheiro campeão só houve uma vez

Retrospectiva dos goleadores de cada edição desde 2003 indica que Adriano, no Flamengo, em 2009, foi o único a conquistar título e liderar artilharia

O Brasileirão 2011 segue para sua 31ª rodada e, até o momento, o atacante santista Borges foi quem mais marcou gols no campeonato. Mas como a artilharia de um jogador pode contribuir para o desempenho do time no modelo de pontos corridos? Inspirado por essa questão, o “É Gol!!!” montou um retrospecto dos artilheiros das oito edições realizadas desde 2003, indicando os líderes de tentos até a última etapa atual (30ª), o goleador final e a equipe que sagrou-se campeã.

A análise revela que o título do Flamengo, em 2009, foi a única vez em que o artilheiro do torneio também foi coroado campeão. Neste ano, os atacantes Adriano, do Rubro-Negro, e Diego Tardelli, do Atlético-MG, terminaram empatados, com 19 gols. Por outro lado, em 2007, o Paraná acabou rebaixado para a Série B mesmo contando com a artilharia de Josiel.

Este ano, o atacante Borges, do Santos, segue na liderança da artilharia até a 30ª rodada, tendo balançado as redes 22 vezes, e já é o maior goleador até esta etapa na história do Brasileirão de pontos corridos, superando Dimba, que, no Goiás, chegou a marcar 21 vezes durante o mesmo período. Atrás do camisa 9 do Peixe estão Leandro Damião, do Internacional, Ronaldinho Gaúcho, do Flamengo, Fred, do Fluminense, e William, do Avaí, todos com 13 tentos.

Confira a retrospectiva:

2003 (Cruzeiro)

No primeiro ano do Campeonato Brasileiro no modelo de pontos corridos, o atacante Dimba, do Goiás, era o artilheiro, com 21 gols, até a 30ª rodada, e seguiu na liderança até terminar em primeiro, com 31 gols, na frente de Reinaldo, do Paraná, na vice-liderança, com 30. O Esmeraldino ficou em 9º na tabela.

2004 (Santos)

Novamente o Goiás manteve a ponta até a 30ª rodada do Brasileirão. O atacante Alex Dias, do Esmeraldino, havia marcado 20 vezes até então, mas acabou estacionando em segundo na artilharia, com 22 gols, dando passagem a Washington, do Atlético-PR, artilheiro final com o recorde histórico de 34 tentos. O Furacão ficou em 2º na tabela.

2005 (Corinthians)

Alex Dias, dessa vez no Vasco, liderou o ranking com 19 gols até a 30ª rodada do Brasileiro. Mas o companheiro de time, Romário, o ultrapassou e tornou-se o artilheiro mais velho da história do campeonato, aos 39 anos, com 22 gols. O Time da Colina ficou em 12º na tabela.

2006 (São Paulo)

O atacante Souza, do Goiás, era o artilheiro até a 30ª rodada, com 15 tentos. Schwenck, do Figueirense, vinha logo atrás, com 11. A artilharia final manteve o mesmo resultado, com o esmeraldino em primeiro, com 17 gols, e o alvinegro em segundo, com 14. O Goiás ficou em 8º na tabela.

2007 (São Paulo)

A artilharia de Josiel não conseguiu impedir o rebaixamento do Paraná para a Série B, de onde o time nunca mais retornou. O atacante havia balançado a rede 18 vezes até a 30ª rodada, atrás apenas de Acosta, do Náutico, que contava 19 gols. Na reta final, o paranaense chegou a 20 tentos, ultrapassando o adversário, que terminou em segundo, com os mesmos 19. O clube do Sul ficou em 19º na tabela, rebaixado para a Segunda Divisão.

2008 (São Paulo)

O atacante Kléber Pereira, do Santos, possuía 20 gols até a 30ª rodada do Brasileirão. Washington, do Fluminense, vinha em segundo, com 18, e Keirrison, do Coritiba, em terceiro, com 16. A artilharia final teve os três empatados, com 21 tentos. O Coxa ficou em 8º na tabela, à frente do Tricolor carioca, 14º, e do Peixe, 15º.

2009 (Flamengo)

Pela primeira vez o artiheiro do Brasileirão foi coroado também com o título. Até a 30ª rodada, os atacantes Adriano, campeão com o Flamengo, e Diego Tardelli, do Atlético-MG, seguiam empatados com 16 gols. Ambos finalizaram o campeonato na liderança da artilharia, com 19.

2010 (Fluminense)

O atacante Jonas, do Grêmio, foi líder isolado da artilharia até a 30ª rodada do Brasileirão, com 20 gols, seguido de Bruno César, do Corinthians, com 12. O jogador tricolor manteve-se na ponta até o final, com 23 tentos, vendo Neymar, do Santos, alcançar o segundo lugar, com 17, ultrapassando o corintiano. O Tricolor Gaúcho ficou em 4º na tabela.

%d blogueiros gostam disto: