Com gastroenterite, Cavalieri passa a ser dúvida para pegar o América-MG

Goleiro já está recuperado da gripe que o tirou de alguns treinos na semana, mas deixou o clube para fazer exames e não tem presença garantida no jogo

O técnico Abel Braga pode ganhar um desfalque de última hora para a partida do próximo sábado, contra o América-MG, às 19h (de Brasília), no Engenhão, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já recuperado da gripe que o tirou de alguns treinos da semana, o goleiro Diego Cavalieri reclamou de gastroenterite – infecção que atinge o sistema gastrointestinal – e deixou as Laranjeiras em direção à uma clínica particular para realizar exames. A tendência é que o camisa 12 siga direto para a concentração tricolor, mas sua participação diante do Coelho ainda depende do resultado dos exames.

Caso Cavalieri não tenha condições de jogo, Ricardo Berna será o substituto. O goleiro reserva não atua desde o dia 12 de junho, na derrota por 2 a 0 para o Corinthians, no Pacaembu, em partida que marcou a reestreia do técnico Abel Braga no comando do tricolor. Em 2010, no entanto, o arqueiro assumiu a posição a dez rodadas do fim do Brasileirão e foi um dos destaques na reta final da campanha do tricampeonato brasileiro.

Tirando a dúvida no gol, a escalação do Fluminense para enfrentar o Coelho já está definida. Com o retorno de Fred, que foi poupado na vitória sobre o Internacional, o Tricolor irá a campo com: Diego Cavalieri (Ricardo Berna), Mariano, Elivélton, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Valencia, Marquinho e Lanzini; Rafael Sobis e Fred.

Com 56 pontos, o Tricolor ocupa a terceira posição do Campeonato Brasileiro e pode até assumir a liderança já neste fim de semana. Para isso, o atual campeão precisa derrotar o América-MG no sábado e ainda torcer por tropeços de Corinthians e Vasco, que enfrentam Atlético-PR e Botafogo, respectivamente, no domingo.

Anúncios

Na primeira atividade da semana, Abel testa Deco entre os titulares

Apoiador treina na vaga de Lanzini. Diego Cavalieri, Leandro Euzébio e Martinuccio são poupados da atividade em campo reduzido nas Laranjeiras

O mistério deve durar até o fim da semana, mas o técnico Abel Braga começou a dar algumas pistas nesta terça-feira do time que deve ir a campo para enfrentar o Flamengo, no clássico do próximo sábado, às 18h (de Brasília), no Engenhão, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. E a principal novidade do treino técnico de dois toques em campo reduzido ficou por conta da escalação de Deco entre os titulares na vaga do jovem argentino Lanzini, de apenas 18 anos.

Sem o zagueiro Leandro Euzébio e o atacante Martinuccio, ambos poupados por causa de dores musculares, além do goleiro Diego Cavalieri, que segue em tratamento intensivo graças às dores que ainda sente na costela machucada no jogo do último sábado, contra o Santos, o treinador promoveu ainda outras duas mudanças na equipe. Elivélton entrou na zaga e Rafael Sobis formou dupla de ataque com Rafael Moura. No gol, Ricardo Berna, Kléver e Guilherme se revezaram durante toda a atividade.

O time titular treinou com: Mariano, Elivélton, Márcio Rosário e Carlinhos; Edinho, Diguinho, Marquinho e Deco; Rafael Sobis e Rafael Moura. Já os reservas jogaram com: Wallace, Valencia, Digão e Jefferson; Diogo, Fernando Bob, Rodrigo, Lanzini e Souza; Ciro.

Líder do segundo turno com seis vitórias em oito jogos, o Fluminense tem 44 pontos e ocupa a quinta posição do Campeonato Brasileiro, já na zona de classificação para a Libertadores.

De olho em arrancada, Cavalieri alerta: ‘Temos que agir rapidamente’

Goleiro lembra que tempo é cada vez mais curto para que o Flu busque as primeiras posições e cobra regularidade ausente no primeiro turno

Nas Laranjeiras, ninguém ainda jogou a toalha e a esperança em uma arrancada que leve o Fluminense ao topo da tabela no segundo turno permanece viva. Todos sabem, porém, que a volta por cima deve começar o quanto antes. Sendo assim, uma vitória diante do São Paulo, nesta quarta-feira, mesmo fora de casa, se tornou emergencial. Titular no gol tricolor, Diego Cavalieri é precavido ao comentar o peso de um triunfo no Morumbi na campanha de recuperação, mas deixa claro que já passou da hora de dar esse primeiro passo.

– Começa agora o segundo turno e o tempo fica mais curto. Temos que agir rapidamente. Não podemos pensar que uma vitória será o divisor de águas. Estamos focados neste jogo, mas buscamos uma sequência.

Com 25 pontos, o Fluminense terminou o primeiro turno na modesta 11ª colocação e não conseguiu emplacar sequer uma série maior do que duas vitórias consecutivas. Os altos e baixos constantes perturbam Cavalieri, que ressalta a importância da regularidade em uma disputa por pontos corridos. O goleiro, por outro lado, analisa que somente no revés por 3 a 0 para o América-MG sua equipe demonstrou futebol abaixo da crítica.

– É preciso uma regularidade. O perde e ganha é muito grande. Os resultados não estão aparecendo e as cobranças aumentam. Só contra o América-MG estivemos abaixo do esperado.

O próximo compromisso do Flu não é nada fácil. Terceiro colocado, com 35 pontos, o São Paulo pode terminar a rodada até mesmo na liderança da competição. Para aprontar no Morumbi, o arqueiro tricolor cobra dedicação máxima aos seus companheiros.

– É sempre complicado jogar contra o São Paulo no Morumbi. Nesse Brasileirão, todo jogo é assim. Temos que estar organizados e ter um bom volume de jogo. Precisamos vencer, a entrega tem que ser total.

Fluminense e São Paulo se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), no Morumbi, pela 20ª rodada do Brasileirão. No primeiro turno, na estreia na competição, os paulistas venceram por 2 a 0, em São Januário, gols de Dagoberto e Lucas.

%d blogueiros gostam disto: