Com gastroenterite, Cavalieri passa a ser dúvida para pegar o América-MG

Goleiro já está recuperado da gripe que o tirou de alguns treinos na semana, mas deixou o clube para fazer exames e não tem presença garantida no jogo

O técnico Abel Braga pode ganhar um desfalque de última hora para a partida do próximo sábado, contra o América-MG, às 19h (de Brasília), no Engenhão, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já recuperado da gripe que o tirou de alguns treinos da semana, o goleiro Diego Cavalieri reclamou de gastroenterite – infecção que atinge o sistema gastrointestinal – e deixou as Laranjeiras em direção à uma clínica particular para realizar exames. A tendência é que o camisa 12 siga direto para a concentração tricolor, mas sua participação diante do Coelho ainda depende do resultado dos exames.

Caso Cavalieri não tenha condições de jogo, Ricardo Berna será o substituto. O goleiro reserva não atua desde o dia 12 de junho, na derrota por 2 a 0 para o Corinthians, no Pacaembu, em partida que marcou a reestreia do técnico Abel Braga no comando do tricolor. Em 2010, no entanto, o arqueiro assumiu a posição a dez rodadas do fim do Brasileirão e foi um dos destaques na reta final da campanha do tricampeonato brasileiro.

Tirando a dúvida no gol, a escalação do Fluminense para enfrentar o Coelho já está definida. Com o retorno de Fred, que foi poupado na vitória sobre o Internacional, o Tricolor irá a campo com: Diego Cavalieri (Ricardo Berna), Mariano, Elivélton, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Valencia, Marquinho e Lanzini; Rafael Sobis e Fred.

Com 56 pontos, o Tricolor ocupa a terceira posição do Campeonato Brasileiro e pode até assumir a liderança já neste fim de semana. Para isso, o atual campeão precisa derrotar o América-MG no sábado e ainda torcer por tropeços de Corinthians e Vasco, que enfrentam Atlético-PR e Botafogo, respectivamente, no domingo.

Anúncios

Martinuccio faz exames no Flu, mas Palmeiras tenta brecar transferência

Clube carioca espera finalizar contratação do argentino nesta terça-feira. Flu entende que pré-contrato do jogador com Palmeiras não tem validade

O Fluminense pode anunciar em breve a contratação do argentino Martinuccio. Destaque do Peñarol-URU, vice-campeão da Taça Libertadores, o meia já está no Rio de Janeiro e realiza exames médicos. Segundo fontes ligadas à diretoria tricolor, o clube das Laranjeiras espera resolver as últimas questões burocráticas até esta terça-feira para anunciar o novo reforço – a janela de transferências internacionais fecha na quarta. O Palmeiras, porém, corre contra o tempo para impedir a negociação.

Os paulistas se apóiam em um pré-contrato assinado pelo atleta e pretendem até enviar uma notificação à Fifa alertando sobre o assédio de outros clubes ao jogador. O Palmeiras quer fazer valer acordo assinado no mês passado, que tem 15 páginas e já prevê todos os salários que Martinuccio receberia nos três anos de Verdão. O pré-contrato foi registrado em Montevidéu, cidade aonde o apoiador vinha atuando pelo Peñarol. Segundo o Palmeiras, o documento teria validade a partir do dia 1º de agosto

André Sica, advogado do Palmeiras, diz que o clube não será prejudicado – recebe ou o jogador ou a multa pela quebra do pré-contrato, que é de R$ 50 milhões.

Flu considera pré-contrato irregular

O presidente alviverde Arnaldo Tirone ligou para o presidente do Fluminense, Peter Siemsen, por várias vezes, entre a noite de domingo e a manhã desta segunda-feira, mas não conseguiu falar com o colega. O palmeirense quer notificá-lo do pré-contrato, assim como já fez na Fifa, diante do interesse do Roma e da suposta má conduta de Marcelo Lombilla, agente do jogador.

– A partir do dia 1º de agosto o Martinuccio está livre, sem contrato com o Peñarol. Pode até assinar com o Fluminense, mas o Fluminense teria o ônus de pagar a multa – esclarece André Sica, advogado do Palmeiras.

O Tricolor, por sua vez, consultou advogados especialistas no assunto e entende que o contrato contém erros e não é considerado legal. Uma das justificativas é que o Peñarol não foi acionado no documento, que sequer tem uma versão em inglês.

Diante do pré-contrato considerado inválido, os cariocas estão convictos de que não precisarão dar nenhuma compensação financeira ao Alviverde. Com a ajuda da Unimed, a diretoria tricolor vai adquirir parte dos direitos econômicos de Martinuccio.

%d blogueiros gostam disto: