Confira conquistas amorosas de boleiros brasileiros

Os jogadores brasileiros são conhecidos por colecionarem conquistas dentro e fora dos gramados. Na vida amorosa, os atletas têm em seu passado famosas e anônimas. Confira a seguir as conquistas dos jogadores

O atacante Ronaldo ficou conhecido por seu extenso currículo de conquistas amorosas durante a carreira de jogador de futebol. Uma delas foi a modelo e apresentadora Daniella Cicarelli, com quem se casou, embora a união tenha durado menos de um ano

Caroline Celico é mulher do meia Kaká, que defende o Real Madrid

A ex-modelo e apresentadora Adriane Galisteu namorou o meia Roger, atualmente no Cruzeiro

Atualmente, Ronaldo é casado com Bia Antony

A modelo Suzana Werner teve um relacionamento com Ronaldo, mas atualmente é casada com o goleiro Júlio César, da Inter de Milão e da Seleção Brasileira

Ex-jogador do Corinthians, Dentinho foi para o Shakhtar Donetsk e levou a namorada Daniele Souza, a Mulher Samambaia, para a Ucrânia

Modelo Letícia Carlos já namorou o volante Richarlyson, do Atlético-MG, e o ex-atacante Denilson

Viviane Araújo é casada com o volante Radamés, que atualmente joga no Volta Redonda

Modelo Raica de Oliveira namorou o atacante Ronaldo

Cantora Perlla namorou o lateral-direito Léo Moura, do Flamengo

Modelo Mari Alexandre já namorou com o lateral-direito Cicinho e com Juninho Paulista

Personal trainer Joana Machado, que venceu um programa de reality show, teve um conturbado namoro com o atacante Adriano

Atriz Fabiana Alvarez é casada com o lateral-direito Gabriel, ex-São Paulo, Cruzeiro e Fluminense e que joga atualmente no Grêmio

Atriz Deborah Secco é casada com o meia Roger, do Cruzeiro

Ex-panicat Dani Bolina teve um “affair” com o atacante Adriano, atualmente no Corinthians

Modelo Carolina Prates, que já foi eleita miss Rio Grande do Sul e segunda colocada no concurso Miss Brasil 2007, envolveu-se com Willian, ex-jogador do Corinthians e atualmente Shakhtar Donetsk

Dani Sperle namorou o atacante Adriano, ex-jogador de São Paulo, Inter de Milão, Roma, entre outros clubes

Anúncios

Árbitro relata ofensas de Abel na súmula. Rafael Moura não é citado

Segundo Felipe Gomes da Silva, técnico do Fluminense o acusou de ‘estar com a camisa vermelha e preta por baixo’ no clássico contra o Flamengo

O árbitro Felipe Gomes da Silva detalhou na súmula do Fla-Flu as ofensas de Abel Braga, expulso no fim do segundo tempo. Segundo o juiz, o treinador gritou palavrões várias vezes e disse que Felipe ‘estava com a camisa vermelha e preta por baixo’. Rafael Moura, que partiu para cima do juiz logo depois da expulsão de Souza, não é citado na súmula.

Confira abaixo o relato na íntegra:

“Expulsei do banco de reservas, aos 45 minutos do segundo tempo, o técnico do Fluminense F.C., Sr. Abel Carlos da Silva Braga, após ser chamado pelo quatro árbitro, Sr. Pathrice Wallace Corrêa Maia, este relatou-me ter sido ofendido com as seguintes palavras: “Não vou para a área técnica não, seu safado, filho da p…, vai para o c…, seu ladrão”. Estas ofensas ocorreram no momento em que o quarto árbitro pediu que o técnico em questão retornasse à área técnica, pois o mesmo estava fora dela questionando uma decisão da arbitragem. Por tal motivo foi expulso e após a expulsão ainda permaneceu ofendendo ao quatro árbitro, conforme este me relatou: “Você é um safado, seu ladrão, eu não vou sair, quero ver me tirar. Foi chamado o policialmente para sua retirada, mas o mesmo continuou nos arredores do campo. Ao término da partida o referido técnico invadiu o campo em direção ao quarteto de arbitragem e dirigiu-se a mim com o dedo em riste. Proferindo as seguintes palavras: Safado, sem vergonha, tira a camisa vermelha e preta que está por baixo, filho da p…”

Euzébio revela mistério das cabeças raspadas e avisa: ‘Alvo é o He-Man’

Zagueiro tricolor conta brincadeira na concentração antes da partida contra o Avaí e pega no pé de Rafael Moura: ‘Cabelo dele não é lá essas coisas’

O Fluminense venceu o Avaí por 3 a 1, na última quarta-feira, no Engenhão, com direito a dois gols de Fred e balãozinho memorável de Deco. Mas no quesito estilo, o que mais chamou a atenção foram os novos cortes de cabelo do trio Rafael Sobis, Martinuccio e Edinho. Ainda na concentração, os outros jogadores pressionaram e os três rasparam a cabeça. A novidade deu sorte a Martinuccio, que marcou seu primeiro gol com a camisa tricolor. O alvo principal do elenco, no entanto, ainda não entrou na brincadeira.

Martinucci​o Rafael Sobis Fluminense (Foto: Photocâmera)

Segundo o zagueiro Leandro Euzébio, o objetivo é fazer com que Rafael Moura se livre de sua longa cabeleira loura em breve.

– Estavam todos botando pilha na concentração para que alguém raspasse a cabeça. Os que mais entraram na brincadeira foram Martinuccio e Sobis. Mas objetivo ainda é o Rafael Moura. O cabelo dele não é lá essas coisas, né? Mas ele não entraa na pilha… É muito sério – disse Euzébio, pegando ainda no pé de Ciro.

– O que é o cabelo do Ciro? Meu deus… Pode ser outro alvo também. O Martinuccio agora tá a cara do Carlinhos (risos).

Confiança para jogar sábado

Ainda no intervalo do jogo, o zagueiro queixou-se de dores na parte posterior da coxa esquerda. Mesmo assim, ficou em campo até o fim da partida. Nesta quinta-feira, Leandro Euzébio será reavaliado nas Laranjeiras. Mas tratou de tranquilizar a torcida tricolor sobre a sua participação na partida do próximo sábado, às 18h (de Brasília), contra o Atlético-PR, em Curitiba.

– Realmente sentir uma puxada na perna esquerda ainda no primeiro tempo. Mas joguei até o fim e tenho certeza de que não será nada demais – avisou.

Com cinco vitórias nas últimas seis partidas, o Fluminense ocupa a quinta posição do Campeonato Brasileiro, na zona de classificação para a Libertadores, com 40 pontos.

%d blogueiros gostam disto: